terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

A IDADE DE FERRO: KALI YUGA

KALI  YUGA





Saudações Amigos e Companheiros de Jornada!

Selecionamos,dentre tantos textos importantes e significativos,um que certamente já impactou milhares de pessoas e que impactará  quem ainda não o leu. Trata-se de uma pequena passagem de uma das mais importantes obras religiosas da Tradição Sanatana Dharma Hindu: O Vishnu* Purana,um dos 108 Puranas ( livros ) que formam o eixo diretivo do Vedanta (junto aos Upanixades).
Nas páginas dessa valiosa obra existe uma Profecia que descreve,em pormenores,as características mais  da idade então nascitura: A Kali Yuga** ( Idade da Morte,ou Negra,também denominada de Idade do Ferro). 

A razão de postarmos esse texto reside na sua incrível precisão na descrição dos traços mais marcantes da Kali-Yuga, traços  inclinados para a degradação do gênero humano, de tão retrógrados e autodestrutivos. O desfilar explícito de valores e comportamentos nefastos entranhados no comportamento da humanidade atual não é nada inédito ,porém, em nosso presente planetário dispomos de recursos extremamente poderosos para a propagação de várias formas de subversão em escala global, sem as restrições tempo-espacial de outrora. Por ser um ciclo de obscurecimento Espiritual,os perigos são sorrateiros, dissimulados e revestidos com tons de normalidade. Um certo conformismo assume nosso juízo e passamos a legitimar absurdos. 


Devido a prevalência do aspecto forma na Kali-Yuga (culto ao aparente e a materialidade como realidades únicas),cuja inércia imobiliza a psique humana na linearidade e na horizontalidade de uma inteligencia puramente concreta a humanidade criou uma blindagem quase intransponível para as dispensações oriundas dos planos de consciência mais elevados. É interessante notar,não como espectadores,mas como co-participes e seres sujeitos a essa gravidade que muitas das inversões de valores descritas na Profecia moldam grande parte dos nossos juízos e escolhas (Leiam atentamente o trecho em negrito) ,uma vez que formam muito do nosso sistema de crenças coletivo.








Nossa intenção é promover em cada pessoa que se debruçar sobre essas palavras mais responsabilidade quanto a natureza das suas escolhas e intenções,sobre as suas reais motivações e juízos. Por outro lado, não é nossa intenção fazer com que saiamos à propagar esse texto(que é sagrado) como catastrofistas inveterados,pois disso já estamos cheios e disso não carecemos (por nada acrescer). Precisamos sim,refletir de forma imparcial sobre até que ponto não estamos psiquicamente encobertos e condicionados pela disfuncionalidade dessa Era, que tanto nos distanciou do simples e essencial e nos resfriou mediante as Boas Novas do Espírito. Portanto,deverá essa mensagem do Vishnu Purana ter um caráter pró-ativo e reparador no sentido de promover uma reavaliação de conceitos e uma constante observação sobre nosso modo de pensar e agir. Precisamos recorrer às muitas ferramentas legadas pelos Iniciados e Mestres de outrora para que tenhamos competência e habilidade no exercício de superar esse período de grandes provações coletivas. No passado nossas sombras mais profundas eram expiadas dentro de câmaras probatórias,éramos submetidos à árduos ordálios pessoais que colocavam à prova nossa resiliência, honra e fidelidade. Hoje,porém, o mundo em si é a grande câmara expiatória e o maior dos ordálios a ser superado. Para quem tem olhos de ver e coração de sentir,sabe que essa idade densa e resistente estimula a força do espírito ,que por entre as menores brechas faz a sua infinita Luz penetrar e redimir tudo o que ela toca e desperta.


Que possamos,então,fazer da idade de ferro uma idade de superação e de exercício da Vontade, da sabedoria e da Inteligencia que constituem nosso Ser Real,e assim, alinhados com a Grande Obra cumprirmos nosso propósito maior: Reconhecer que somos Deus em Ação e sermos co-criadores de um mundo encimado no Bem,no Belo e na Verdade.


Vishnu Purana:

"Haverá monarcas contemporâneos reinando sobre a Terra, reis de espírito mau e caráter violento, voltados à mentira e à perversidade. Farão matar mulheres, crianças e vacas. Cobiçarão as mulheres dos outros. Terão poder limitado, suas vidas serão curtas e seus desejos insaciáveis. Gentes de vários países, unindo-se a eles, seguirão seus exemplos. E, sendo poderosos os bárbaros, sob a proteção dos príncipes, e afastadas as tribos puras, perecerá o povo. A riqueza (espiritual) e a piedade diminuirão dia a dia, até que o mundo se depravará por completo. A classe será conferida unicamente pelos haveres. A riqueza será a única fonte de devoção. A paixão o único laço de união entre os sexos. A falsidade o único fator de êxito nos litígios. As mulheres serão usadas como objeto de satisfação puramente sensual ( sexual). A aparência externa será o único distintivo entre as diversas ordens de vida. A falta de honestidade, o meio universal de subsistência. A fraqueza a causa da dependência. A liberdade valerá como devoção. O homem que for rico será reputado puro. O consentimento mútuo substituirá o casamento. Os ricos trajes constituirão a dignidade. Reinará o que for mais forte,e o povo, não podendo suportar os pesados ônus (o peso dos impostos) buscará refúgio nos valesAssim, na idade de Kali a decadência prosseguirá sem detença, até que a raça humana se aproxime do seu aniquilamento (Pralaya). Quando o fim da idade de Kali estiver perto, descerá sobre a terra uma parte Daquele Ser Divino que existe por sua própria natureza espiritual (Kalki Avatar). Ele restabelecerá a justiça sobre a Terra, e as mentes que viverem até o fim da Kali Yuga serão despertadas para que se tornem tão diáfanas como o cristal. Os homens assim transformados serão como sementes do verdadeiro homem (Eu Superior)."



A profecia acima ganhou notoriedade quando Helena Petrovna Blavatsky a divulgou em 1888 na sua obra "A Doutrina Secreta",sendo digno de nota que mesmo para o final do século XIX alguns dos eventos descritos no vaticínio soariam exagerados!


Notas::

* Vishnu: Segunda Pessoa da Trimurti Hindu junto a Shiva e a Brahmâ, responsável pela coesão do universo através da Consciência e do Amor. Shiva é a Primeira Pessoa e personifica a Vontade Absoluta do Puro Ser, enquanto Brahmâ se manifesta como Terceira Pessoa através da Inteligencia Universal Criadora. Ambos estão umbilicados à Vishnu. Vishnu é um Princípio de Brahman(Deus) que foi representado aqui na Terra através de alguns Avatares, sendo Krishna o mais conhecido e reverenciado na Índia, mas também se manifestou através de Rama e de Sidharta Gautama, O Buda. Sendo equivalente ao Filho na Trindade Cristã, Cristo também é um Avatar de Vishnu.



 Vishnu, Segunda Pessoa da Santíssima Trinadade Hindu


**São quatro as Yugas: Satya Yuga, Treta Yuga, Dwapara Yuga e Kali Yuga,conhecidas exotericamente como Idades do Outro,Prata,Bronze e Ferro respectivamente. 
 A Idade de Kali começou há 5.000 anos atrás,tendo sido proferida pelo Senhor Krishna antes da sua morte. Foi prevista para durar 432 mil anos no seu ciclo cósmico,e constitui a quarta e mais densa das quatro Yugas. Até agora a profecia se cumpriu, diríamos até com excessos,porém,já se faz perceptível a proximidade de um novo subciclo dentro da grande idade de Kali correspondente a Idade de ouro (Satya ou Kritya Yuga). 
A proximidade de uma idade de ouro provoca abalos profundos nos fundamentos da humanidade, fazendo emergir as sombras escondidas no subconsciente coletivo, desencadeando crises estruturais positivas,posto que uma vez vista a sombra fica mais acessível ao homem poder fazer escolhas menos cegas e impulsivas para fazer escolhas mais conscientes e orientadas para o Bem Maior. 



Senhor Nara-Sinha, O Avatar Leão, encarnação Mitológica de Vishnu, aqui destripando Hiranyakashipu que é a personificação do poder material.

Nenhum comentário:

Postar um comentário